terça-feira, 2 de junho de 2009

Inatismo ou Apriorismo




O inatismo ou apriorismo é uma teoria da aprendizagem que considera que o homem já "nasce pronto", ou seja, as possibilidades de adquirir conhecimentos são hereditárias, inatas, predeterminadas.
Para essa teoria o indivíduo não sofre quase nenhuma transformação, pois o meio ambiente pouco interfere em seu desenvolvimento. Segundo Davis e Oliveira " as qualidades e capacidades básicas de cada ser humano - sua personalidade, seus valores, hábitos e crenças, sua forma de pensar, suas reações emocionias e mesmo sua conduta social - já se encontraria basicamente prontas." (1994, p.27)
Quanto à relação epistemológica básica, Becker (1993) afirma que todo o desenvolvimento do conhecimento compete restritivamente ao sujeito (sujeito para obejto).
Logo os objetivos da educação para essa concepção estão relacionados ao aprimoramento do conhecimento e na formação do homem através do afloramento do seu conhecimento.
Enfim percebemos que a concepção inatista é utilizada cotidianamente para fundamentar ideologias que marginalizam e rotulam os indivíduos.
Referências Bibliográficas
BECKER, Fernando. A epistemologia do professor: o cotidiano da escola. Petrópolis: Vozes, 1993. .
DAVIS, Claúdia; OLIVEIRA, Zilma M. R. de. Psicologia na educação. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1994.

6 comentários:

  1. Parabéns para vocês!
    usei das informações que vcs postaram
    parabéns pelo blog e mto sucesso
    citei esta pag nas referencias num trabalho da disciplina Psicologia da Educação
    abração!!!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto... me ajudou bastante...

    ResponderExcluir
  3. Eu, pessoalmente, acho que o ser humano interage com o meio e ambos se transformam. Portanto, acredito que o apriorismo não seja a forma mais adequada de aprendizagem, nem o empirismo, uma vez que, o mesmo, acredita que o aluno é uma folha em branco tingida pelos conhecimentos do docente, ignorando toda a aprendizagem histórico cultural de cada indivíduo que, querendo ou não, interfere, e muito, na interação e transformação de ambos os lados, receptor e emissor. O interacionismo construtivista é a melhor forma de aprendizagem, com certeza.

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado pela ajuda na disciplina de filosofia. By Ross do Banderola

    ResponderExcluir
  5. Esta postagem me ajudou bastante em minha disciplina online de Psicologia da aprendizagem da faculdade.

    ResponderExcluir
  6. Esta postagem me ajudou bastante em minha disciplina online de Psicologia da aprendizagem da faculdade.

    ResponderExcluir